Christopher Uckermann sonhava em ser ignorado

0

Ser pop star, ter milhões de seguidores e reconhecimento mundial, é algo que muitos sonham, mas Christopher Von Uckermann não; sair para as compras e passar desapercebido era o único desejo que o ator teve em algum momento de sua vida.

Quando era parte do RBD, o que Uckermann mais queria era se esconder debaixo de uma pedra e passar desapercebido; disse que “é legal que as pessoas gostem de você, te reconheçam e te deem carinho, mas deixar de ter vida por ser alguém super famoso, isso não quero voltar a viver“.

Depois de formar parte da agrupação musical RBD por mais de cinco anos, Christopher sabia que não queria seguir esse caminho, por isso apesar de tudo o que lhe recomendaram, decidiu dizer “não” e afastar-se dos refletores.

Para as telenovelas definitivamente não voltarei, vivi a experiência, foi legal, sei que muitos continuam fazendo, no final todos precisamos pagar o aluguel. Com Rebelde passei anos perdidos, levei tempo para me encontrar, estava deslocado, o ego que tinha era enorme e cada vez era mais introvertido, é difícil não perder a cabeça com tanta fama“, reconheceu.

Depois de protagonizar a série Kdabra junto a Damián Alcázar em 2009, o ator de 29 anos de idade considera que a televisão paga e o cinema o receberam bem, não é à toa que no próximo 18 de outubro estreará a série 2091, na qual atua com um elenco estelar e divide créditos com Manolo Cardona e Angie Cepeda.

“Depois de Rebelde a vida me deu a oportunidade de começar a fazer séries, o que me deixou muito feliz e ali abriu a oportunidade do cinema e nesse caminho estou andando, procurei aproveitá-lo ao máximo e aqui é onde eu quero ficar“.

Créditos: Eldiariodecoahuila.com.mx & RBDForever.com.br

Compartilhar